banner desktop banner mobile

Residência Médica USP, descubra tudo sobre ela

Residência Médica USP, descubra tudo sobre ela

A Faculdade de Medicina da USP (FMUSP), além do curso regular para graduação, também oferece programas para residência médica USP.

A Universidade de São Paulo (USP) é uma das mais conceituadas e tradicionais do país. Por conta disso, a maioria dos cursos ministrados pela instituição tem alta concorrência, principalmente, o de medicina.

Todos os programas ministrados pela instituição são credenciados pela Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM). Para participar da residência médica USP é necessário passar por um processo de seleção.

A USP abre vagas anualmente, divulgando as normas de participação em editais. Assim como o curso de medicina, a busca pela residência médica USP, também é bastante alta.

O concurso público para os programas de residencial, por si só, já são difíceis por englobarem assuntos teóricos e práticos da área médica. Além disso, na USP, os médicos ainda precisam disputar pela vaga com centenas de candidatos.


Como funciona o processo seletivo para residência médica na USP

usp-residencia-medica-medperformance

Primeiramente, para participar da prova de residência médica USP, além da formação médica, é necessário desembolsar um valor para pagamento da taxa de inscrição.

As inscrições ocorrem no segundo semestre do ano. Em 2016, por exemplo, elas foram abertas durante o mês de outubro, enquanto o exame foi realizado em novembro.

Apesar do preço ser considerado alto, mesmo assim a prova é muito concorrida. No ano anterior a taxa era de R$620,00. O programa concede bolsas pelo Ministério da Saúde, mas assim como as vagas, são abertas pouquíssimas opções que se enquadram nesse critério.

Alguns cursos abrem apenas uma vaga, caso da cirurgia pediátrica, que em 2016 selecionou apenas um candidato.

As especialidades são subdivididas, portanto, em segmentos específicos como:

  • Acesso direto
  • Pré-requisito
  • Cirúrgicas
  • Clínicas

medcoach-medperformance-ebook-organizador-estudos


Etapas do processo de residência médica da USP

Prova objetiva

A prova de residência médica é dividida em 3 etapas, na primeira fase os candidatos passam pela avaliação teórica. Essa etapa tem peso 5 e é composta por uma prova objetiva com questões de múltipla escolha com 100 questões. Logo após, uma prova dissertativa com cinco questões de respostas curtas.

Prova prática

Em seguida, o candidato passa pela prova prática, que tem peso 4. Posteriormente nessa etapa, o candidato passa por cinco estações práticas, sendo elas:

  • Clínica Médica;
  • Cirurgia;
  • Pediatria;
  • Medicina Preventiva;
  • Ginecologia e Obstetrícia.

Análise curricular

A terceira etapa do processo é a análise de currículo, que representa peso 1. A entrevista é individual, conduzida por uma banca constituída no próprio programa.

São avaliados desempenho em programas de pré-requisito, além da participação em estágios supervisionados, ligas, projetos, entre outras coisas que agregaram sua trajetória acadêmica e profissional. 

Visto que esse também é um dos motivos da cobrança de experiência na profissão antes de ingressar na residência, a prática conta muito, mas os currículos também.

Sendo assim, cada critério tem um peso diferente. Por exemplo, a arguição, tem peso quatro sobre a nota obtida. Ela é a comprovação se há coerência com as competências apresentadas pelo candidato, com o que está em seu currículo.

Contudo, é importante lembrar também que na data das etapas do exame, será cobrado do candidato seus documentos pessoais, como o RG.


Especialidades médicas oferecidas

A estrutura da faculdade de medicina da universidade de São Paulo (FMUSP) conta com 54 programas de residência médica credenciados.

São oferecidas 883 vagas para o 1º ano de Residência Médica, sendo elas distribuídas entre especialidades básicas de acesso direto e vagas com pré-requisito.


Por que fazer Residência Médica na USP?

Tradição 

Conforme mencionado acima, a USP é uma referência nacional, sendo uma das instituições de ensino superior mais conceituadas do país, com uma história de tradição.

Uma curiosidade sobre a residência médica na USP é que cerca de 60% dos alunos que realizaram a graduação em medicina na FMUSP, mais tarde voltam para ingressar nos programas de Residência Médica da instituição.

Inegavelmente, o motivo desse retorno dos ex-alunos à instituição, é o resultado tanto da qualidade de ensino quanto dessa tradição que a instituição carrega.

Programa Credenciado Pelo CNRM

Todos os 54 programas de residência médica da USP são acompanhados pela Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM). Assim, a instituição passa a ter ainda mais credibilidade em seu curso.

Localização do campus

A USP é responsável por administrar a residência em alguns hospitais universitários, entre eles está a instituição Unifesp.

Além disso, também tem o Hospital das Clínicas de São Paulo, que está localizado na região do bairro das Clínicas, situado bem no coração da capital.

A USP também possui um hospital em Ribeirão Preto, no interior do Estado. Dessa forma, a instituição consiga disponibilizar mais vagas.

Variedade de especialidades

Um diferencial da USP é sua variedade de especialidades médicas oferecidas. Como já vimos, a instituição oferece 54 programas de especialidades médicas, sendo divididas em:

  • clínicas
  • cirúrgicas
  • de acesso direto

Apesar de oferecer um leque de opções, muitas dessas especialidades contam com um número bem limitado de vagas. Sendo assim, a concorrência é alta, podendo ter uma média de 30 candidatos por vaga.

 

Carga Horária

Outro ponto importante é a carga horária exigida pelo curso de residência médica na USP. Em síntese, o modelo utilizado pela instituição é de 60 horas semanais de trabalho.

Dessa forma, o residente tem direito à folga semanal de 24 horas e 30 dias de férias por ano.

Em contrapartida, os plantões, uma parte importante do programa, não podem ultrapassar o período de 24 horas ininterruptas por plantão.

Assim, podemos concluir que o programa de residência médica na USP traz inúmeras vantagens aos candidatos. O que resulta na alta procura dos candidatos pela instituição.

Por esse motivo, é importante conhecer a fundo como funciona o processo de residência médica, isso irá garantir um ótimo preparo para o exame.

Veja também um vídeo sobre as vantagens de fazer residência médica no Brasil:

Conte com a ajuda de especialistas em carreira médica

medcoach-medperformance-residencia_estudar para as provas de Residência

Se você deseja planejar e tomar decisões importantes sobre os seus próximos anos, com segurança e confiança, é fundamental que tenha estratégias e direcionamento.

Para todas as fases da sua carreira médica, nós temos programas específicos que vão contribuir com o seu desenvolvimento e tornar a sua trajetória mais leve e direcionada.

Com acompanhamento individual e personalizado de um treinador especialista na metodologia MCX, exclusiva da MED, você vai alcançar os seus objetivos na carreira, com motivação, autoconfiança e estratégias para toda a sua vida.

Você tem dúvidas sobre a escolha da sua especialidade médica? Então conheça o DEM, nosso programa de definição de especialidade médica!

Na MED, nós ajudamos você em todos os momentos da sua caminhada na área médica.

Saiba mais sobre as nossas soluções, clique aqui e fale com um especialista.

Descubra o que podemos fazer por você!

medperformance-medcoach-master-jornada-residência-médica

Quer ter acesso aos nossos conteúdos? Nos siga em nossos canais de comunicação:

Facebook, Instagram, Youtube, Linkedin, TelegramWhatsApp

Conteúdos relevantes

Deixe um comentário

Dar nossa contribuição para a carreira médica é o melhor jeito de contribuir com a evolução da saúde no país. Junte-se a mais de 35 mil médicos e receba dicas e conteúdo exclusivo.

RECEBA GRÁTIS CONTEÚDOS EM SEU E-MAIL